Design Biofílico: a natureza mais próxima do home office

O distanciamento social acabou fazendo com que o ambiente de trabalho de muitos profissionais passasse a ser o próprio lar. O que a princípio seria algo temporário, hoje tem se tornado uma nova alternativa, com resultados expressivos para colaboradores e empresas. Isso faz com que o home office careça de novas possibilidades quando o assunto é o ambiente. Para ajudar na produtividade e ampliar o contato com a natureza, a Castelatto traz no artigo de hoje o conceito de Design Biofílico.

Além de um espaço mais confortável e adequado à realidade do home office, o Design Biofílico é capaz de explorar a produtividade e trazer mais qualidade de vida, pois insere no ambiente elementos que vão ao encontro daquilo que, muitas vezes, está ausente: a presença da natureza. A Arquiteta, Urbanista e Diretora Criativa Vivian Coser explica que o Design Biofílico surge em resposta à necessidade humana de se conectar com a natureza, estendendo essa conexão aos espaços humanos construídos, uma vez que a dinâmica contemporânea não permite que as pessoas passem tempo suficiente em contato com o meio ambiente. 

A profissional exemplifica ainda quais artifícios permitem essa conexão em um contexto urbano, “são eles: claraboias, janelas com vistas para paisagens naturais, jardins internos e verticais, materiais e formas que remetem ao orgânico e calçadas arborizadas”, afirma Vivian. O fortalecimento do contato com a natureza no dia a dia é a primeira das vantagens do Design Biofílico para quem aderiu ao home office, mas a arquiteta também destaca que ele proporciona experiências relaxantes. 

Revestimentos para Design Biofílico

Entre os produtos oferecidos pela Castelatto, as linhas Ekko Plus e Moss são ótimas opções para começar a investir em um Design Biofílico e potencializar sua área externa ou o seu home office. 

Vivian destaca que sua linha favorita é o piso Ekko Plus. Utilizada para tornar os espaços externos mais aconchegantes, ela é ideal para as pausas durante o trabalho. “Além de ser um revestimento com granilhos remetendo a seixos, o revestimento é drenante, ou seja, ajuda no escoamento da água de chuva, direcionando-a diretamente ao solo”, explica. A arquiteta salienta também que esta é uma linha versátil, de alta resistência e de fácil manutenção.

Revestimento Castelatto: Ekko Plus Geométrico
Responsável pelo projeto: Gilda Maldonado
Foto: Favaro Jr.

Outra parte do acervo da Castelatto voltado a esse tipo de projeto é o revestimento Moss, que pode ser explorado especialmente em ambientes internos. As composições de outros revestimentos Castelatto com o Moss permitem uma perfeita combinação de Design Biofílico, favorecendo esse contato mais próximo com a natureza.


Trazido pelo revestimento Moss, o Design Biofílico é um grande aliado para quem tem explorado o home office, justamente por permitir esse contato com a natureza. Além do relaxamento, destacado por Vivian, outro ponto a ser considerado é o incentivo à criatividade, proporcionando mais inovação, pró-atividade e resolutividade nas atividades corporativas.

Por que usar um produto Castelatto em um projeto de Design Biofílico?

Para Vivian, as vantagens do uso de produtos Castelatto estão relacionadas ao caráter biofílico das peças, associado às facilidades técnicas que o produto permite durante o processo construtivo. “Além disso, a possibilidade de contribuir para a manutenção de processos naturais, como no caso do Ekko Plus, o escoamento de águas pluviais diretamente ao solo é muito importante no momento das especificações do projeto”, finaliza a arquiteta.

 

Sobre Vivian Coser

Vivian Coser é CEO, Arquiteta, Urbanista e Diretora Criativa da Vivian Coser Arquitetos Associados, um estúdio de arquitetura com mais de 15 anos de mercado e que reúne expressivos projetos nas principais cidades do país e no exterior.

 

 

 

Deixe seu comentário

Seu e-mail não será divulgado.